BSC- Balanced Scorecard não é Estratégia!

20 13

Como bem resumido pelo Wikipedia, o “Balanced Scorecard (BSC) é uma ferramenta de gestão de desempenho – um relatório estruturado semi padronizado, baseado em métodos de projeto e ferramentas de automação, que pode ser usado por gerentes para manter o controle da execução de atividades pela equipe e para monitorar as consequências destas ações. Desde sua origem no início dos anos 90 como uma ferramenta de medida de desempenho, o BSC evoluiu para ser uma efetiva estrutura de execução de estratégia. O conceito do BSC, como colocado pelos seus criadores Robert S. Kaplan e David P. Norton, é agora visto como um alicerce crítico em um processo holístico de execução de estratégia que, além de ajudar as organizações a articular a estratégia em termos acionáveis, provê um caminho para a execução da estratégia, para mobilizar e alinhar executivos e empregados, e tornar a estratégia num processo contínuo”.

O BSC, tal como descrito pelos próprios autores no seu primeiro livro, intitulado “A Estratégia em Ação: Balanced Scorecard”, publicado em 1996 pela Harvard Business School Press, complementa as medidas financeiras tradicionais do desempenho passado com medidas dos vetores que impulsionam o desempenho futuro. Os objetivos e medidas do scorecard derivam da visão e estratégia da empresa. Os objetivos e medidas focalizam o desempenho organizacional sob quatro perspectivas: financeira, do cliente, dos processos internos e de aprendizado e crescimento. Essas quatro perspectivas formam a estrutura do BSC, como mostra a Figura 1.1 à frente.

Depois da aplicação da metodologia do BSC em várias organizações no mundo, os autores perceberam que além “de não se poder gerenciar o que não se consegue medir” (a razão principal para eles terem desenvolvido o BSC), eles concluíram que “não se pode medir o que não se pode descrever”. E foi assim que eles conceberam a metodologia dos “Mapas Estratégicos”, que permitem às organizações: a) esclarecer suas estratégias e comunicá-las a todos os empregados; b) identificar os principais processos internos que determinam o sucesso da estratégia; c) alinhar os investimentos em pessoas, tecnologia e capital organizacional, para que exerçam o maior impacto possível; e d) expor as lacunas na estratégia e adotar medidas corretivas imediatas. Em resumo, os mapas estratégicos são uma descrição de como a organização cria valor (ver exemplo na Figura 1.2 à frente).

Apesar do propalado “sucesso internacional” de uso da metodologia do BSC, o que se pode perceber em muitas organizações (comerciais ou não) é que há ainda uma grande confusão na adoção desta metodologia. Por um lado (como se tentou explicitar nos parágrafos anteriores), o BSC é uma metodologia de execução de uma estratégia, e não a definição da estratégia, como muitos acreditam (principalmente aqueles que optam pelo BSC por “estar na moda”!). Por outro lado, há poucas evidências nas literaturas acadêmica e profissional de que o sucesso das organizações (marcadamente em termos econômico-financeiros) tenha sido proporcionado pela adoção desta metodologia.

Em se tratando de empresas da indústria de tecnologias de informação e comunicação – TICs, existem exemplos na história recente (tais como os de Amazon, Google, Twitter, entre outras) que apontam que uma estratégia pode não render um bom desempenho (principalmente financeiro) de curto e médio prazos, mas que, em função da força transformadora (ou de ruptura) desta estratégia, no longo prazo têm se tornado empresas de grande sucesso, ora gerando novos mercados, ora substituindo mercados existentes por outros que entregam mais valor aos consumidores a preços mais competitivos. Ou seja, independente da forma como a estratégia é executada, são as missões das organizações (marcadamente as comerciais), seus valores, as metas a serem atingidas, e os meios pelos quais os recursos disponíveis são usados, que parecem definir, em última instância, se elas chegarão lá!

Se sua empresa, organização ou instituição deseja saber mais sobre estratégia e metodologias de execução de estratégia, fique a vontade para nos contatar!


fig1 20


fig1.2 20

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados