Um novo "ABC" das TICs: (A)nalytics + (B)ig data + (C)loud

16 13

Neste dia 15/05/2013 o editor desta newsletter estará proferindo uma palestra, com o título desta newsletter, no lançamento da iniciativa do Porto Digital denominada “Centro de Inteligência Competitiva de Pernambuco - CICTEC”. E o que é este centro?

O Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD), unidade de governança dos parques tecnológicos do Porto Digital e do Parqtel, tem como missão estruturar, gerir e fazer crescer no estado de Pernambuco um ambiente de classe mundial baseado nas áreas da Tecnologia da Informação e Comunicação, da Economia Criativa e do setor Eletroeletrônico.

Desta forma, o NGPD assume o compromisso de reduzir a dificuldade de acesso a informações tecnológicas qualificadas, uma vez que acredita que o papel de observar tendências tecnológicas globais é da gestão do parque, devido ao caráter estratégico dessa atividade de inteligência competitiva, liberando as empresas da sobrecarga operacional distante de suas atividades produtivas finais. Para isso, através do Projeto INOVAPE, o NGPD está lançando o Centro de Inteligência Competitiva em Tecnologia da Informação, Economia Criativa e Eletroeletrônica no Porto Digital - CICTEC para transferência de conhecimento. Este centro tem a função de gerar, articular e difundir informações com foco nas áreas estratégicas das empresas, a saber: inovação, competitividade e acesso a novos mercados.

O editor desta newsletter foi convidado para ser o responsável pela produção dos primeiros trabalhos na área de TICs, tendo selecionado como temas principais as novas tendências tecnológicas e de mercado de Analytics, Big Data e Cloud Computing. Logo, neste dia 15/05, às 18:30 hs no auditório do Empresarial ITBC, no Porto Digital, serão apresentados os resultados iniciais destes trabalhos (inscrições em: http://www.eventick.com.br/cictec_tic).

Em termos bem resumidos, vamos falar de Analítica, que é a descoberta e a comunicação de padrões – com significado – em dados. Este mercado vem crescendo de forma exponencial nos últimos anos em função da emergência do fenômeno do Big Data, termo que se aplica aos dados e informações que não podem ser processados ou analisados usando processos ou ferramentas tradicionais. E, finalmente, estas duas tendências estão crescendo em importância porque estão também associadas aos novos modelos de tecnologia e negócios da Cloud Computing (ou computação em nuvem em português), termo que representa o uso de recursos computacionais (hardware e software) que são prestados como um serviço sobre uma rede (tipicamente a Internet).

E por que estas áreas foram selecionadas? Em primeiro lugar, porque representam um novo conjunto de tecnologias e modelos de negócios transversais tanto às áreas da indústria de TICs quanto para aquelas que são usuárias de TICs. Em segundo lugar, porque elas têm um caráter disruptivo, ou seja, representam rupturas com modelos estabelecidos e têm o potencial de tornar as organizações de TICs (produtoras e usuárias) mais responsivas do que nunca, proporcionando vantagens econômicas, velocidade, flexibilidade, elasticidade infinita e inovação. Finalmente, juntas, estas três tendências conformam um grande mercado que é, por enquanto, dominado por players tradicionais da indústria mundial de TICs, e alguns poucos emergentes. O desafio de desenvolver P&D para estabelecer ferramentas mais inteligentes, mais baratas e mais eficazes do que as dos atuais players neste mercado, é um que não é intransponível, mas é um que precisa ser atacado caso se deseje aumentar a competitividade internacional de empresas como as do Brasil em nossos próprios mercados!

Se sua empresa, organização ou instituição deseja saber mais sobre Analytics, Big Data e Cloud Computing, fique a vontade para nos contatar!

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados